O couro

Nossas lojas vendem exclusivamente produtos em couro, de origem bovina ou de búfalo.

Não trabalhamos com sintético(plástico) ou qualquer outro tipo de imitação.

 

Você sabia?

            Não existe e é ilegal usar as expressões "couro sintético", "couro ecológico" e outros semelhantes. Vender produtos com essas expressões viola a Lei Nº 11.211, de 19/12/2005 e seu direito de consumidor.

            Couro é um produto oriundo exclusivamente de pele animal curtida por qualquer processo, constituído essencialmente da camada intermediária da pele, denominada derme.

            A palavra "COURO" é protegida por lei e deve ser usada única e exclusivamente para identificar as matérias-primas e artefatos constituídos de produtos de pele animal.

            Não se deixe enganar, couro é uma matéria natural e seu processo diferenciado de produção atribui um alto valor agregado ao produto.

 

História do Couro:

No Egito antigo, encontraram-se pedaços de couro curtidos há cerca de três mil anos a. c. Na China, a fabricação de objetos com couro já era efetuada muito antes da Era Cristã.

A História registra, ainda, que babilônios e hebreus usaram processos de curtimento, e que os antigos gregos possuíram curtumes. Além disso, os índios norte-americanos também conheciam a arte de curtir.

A partir do século VIII, os árabes introduziram na Península Ibérica a indústria do couro artístico, tornando famosos os couros de Córdova.

Em Pérgamo desenvolveram-se, na Idade Antiga, os célebres "pergaminhos", usados na escrita e que eram feitos com peles de ovelha, cabra ou bezerro. Com o couro eram feitos, também, elmos, escudos e gibões. Os marinheiros usavam-no nas velas e nas embarcações de navios.

No Brasil, desde que a colonização se intensificou, os rebanhos se multiplicaram rapidamente. Os curtumes eram instalados facilmente e o couro era utilizado para fazer alforjes, surrões, bruacas, mochilas, roupas, chapéus, selas, arreios de montaria, cordas e muitas outras utilidades.

 

Utilização:

Nos últimos anos, em virtude de ser um material de custo alto, pela tendência da moda e outras exigências da vida moderna, ampliou-se consideravelmente o mercado de materiais diversos, sintéticos e naturais, em substituição ao couro. Também alcançou grande projeção no mercado o couro reconstituído ("recouro"), um misto de aparas de couro, resinas e outros produtos.

De qualquer forma, o couro não perdeu sua posição de material nobre, sendo requisitado para a confecção de estofados (moveleiro e automotivo), calçados, vestuário e acessórios (bolsas, cintos, carteiras, maletas, pastas) no mundo inteiro.

O couro bovino é o mais utilizado, devido a ser o mais abundante do mercado e ao preço mais baixo.

Empresa

CNPJ: 23.089.051/0001-37. Endereço: Rua Felisberto Soares, 57 - Centro - Canela/RS - CEP: 95680-000

Contatos

  • atendimento@mrcramer.com.br

Facebook

American Express Aura MasterCard Visa Diners Bradesco
GPO Soluções